Entrevista – O Consolador

Armando Falconi Filho, autor do livro Perda de Pessoas Amadas, fala sobre a criação de uma nova frente de trabalho, a Web Rádio Espírita Evoluir

armandoEm 2008, o lançamento de dois livros ligados à área da saúde: Alimentos Depurativos (Seu corpo é o resultado do que você come) e Coma e Seja Feliz (Alimentos para as quatro estações). Três anos depois, precisamente no mês de agosto de 2011, o confrade Armando Falconi Filho (foto) iniciou a trajetória de lançamento de seu primeiro livro de cunho espírita, Perda de Pessoas Amadas, embasado nos muitos anos de atuação na Doutrina Espírita e, principalmente, em suas experiências mensais realizadas por sete anos numa reunião que foca, sobretudo, a morte, conforme explicações diante detalhadas por ele mesmo.
Natural da cidade de Astolfo Dutra, estado de Minas Gerais, licenciado em Contabilidade e Direito, com formação em Acupuntura Chinesa, Programação Neurolinguística (PNL) e diversas outras técnicas de Terapias Holísticas, Armando Falconi Filho nasceu em berço católico, mas, desde muito cedo, percebia a presença dos Espíritos e dialogava com eles.

Na adolescência, por meio de amigos, conheceu a Doutrina dos Espíritos, que lhe trouxe respostas para seus conflitos e consolo para seus tormentos mediúnicos. Já aos dezesseis anos, iniciou-se nas tarefas mediúnicas e nas atividades da exposição doutrinária em sua cidade e na circunvizinhança. Em 1979 instalou-se em Juiz de Fora-MG, onde, além de fundar o Centro de Cultura Oriente Ocidente® (instituto que atua com atendimento, formação e pesquisa nas áreas de terapias alternativas e naturais), continuou sua lide espírita em centros espíritas já existentes. Posteriormente, foi um dos fundadores da FEAK (Fundação Espírita Allan Kardec), da qual, atualmente, faz parte da Diretoria, ocupando o cargo de presidente.

Eis a entrevista que ele nos concedeu, dias antes da inauguração de um novo projeto da FEAK – a Web Rádio Espírita Evoluir – que inicia suas transmissões na próxima quinta-feira, dia 29 de agosto:

Caro Armando Falconi Filho, registramos a satisfação de tê-lo novamente conosco para mais uma entrevista nas páginas de nossa revista.

- A alegria é nossa, pelo convite de retornarmos a este periódico que incontáveis benefícios tem prestado à nossa Doutrina Espírita, ensinando, consolando, espargindo luz em favor das necessidades de todos aqueles que buscamos diminuir a distância vibracional que nos separa do Mestre Jesus.

Conversamos em julho, por ocasião da 62ª Semana Espírita de Astolfo Dutra, e você nos falava de novidades em Juiz de Fora, na Fundação Espírita Allan Kardec, FEAK. Pode explicar um pouco a respeito?

- Perfeitamente. No dia 5 de junho último reassumimos a presidência da instituição, gestão de dois anos. Então propusemos, dentre outras mudanças, a criação de uma nova frente de trabalho no campo da divulgação doutrinária, ou seja, a criação da primeira rádio espírita de Juiz de Fora e região, na modalidade de Web Rádio, que permite a mensagem atravessar o município, o estado, o país, sendo ouvida em qualquer ponto do planeta onde haja conexão com a internet.

Como a ideia foi recebida pela nova diretoria e pelos companheiros de equipe?

- Assim que externamos nossos pensamentos, a ampla equipe de trabalhadores da instituição percebeu o potencial da ideia e se movimentou para que tudo fosse materializado com a maior brevidade possível. Em algumas semanas, preparamos, equipamos a sala onde será o berço das ondas de luz que a Rádio irá produzir, e uma variada programação está sendo criada, com vasto material doutrinário.

Você nos falou dos desafios acerca do nome da Rádio. Pode repetir?

- Tranquilamente. Desejamos desde o início encontrar um nome que fosse dinâmico e ao mesmo tempo representativo. A FEAK possui um projeto de criação de uma escola de reforço escolar e capacitação profissional com o nome de Esperança, e essa palavra inserida no universo web ficaria sem o “ç”, sendo que a pronúncia teria a sonoridade prejudicada. Estamos na Zona da Mata do estado de Minas Gerais sob a coordenação da Colônia Espiritual de nome “Regeneração”, na qual a direção geral está a cargo do nosso benfeitor espiritual Abel Gomes. Tentamos também inserir o nome da Colônia e repetiu o mesmo problema da escrita web, ficaria sem o “ç” e ainda sem o “til”, e que também causaria dificuldade na pronúncia. A equipe sugeriu dezenas de nomes mas ainda não era o que desejávamos. Viajamos para uma jornada de palestras e entrevistas pela região, falamos uma noite em Cataguases, no dia seguinte teríamos entrevista na Rádio Leopoldina. Pois bem, no primeiro dia, após a palestra, estávamos na casa dos pais da Andréa, minha esposa, na cidade de Cataguases,  e ficamos trabalhando ao computador até a meia-noite. Por volta das 23 horas, no ambiente onde digitávamos, entrou um Espírito muito conhecido em Astolfo Dutra: nosso amigo Sebastião Diogo, que trazia um papel dobrado na mão. Ele parou à nossa frente e nos disse: “Sr. Abel Gomes pediu-me para lhe entregar!” Perguntamos: “O que é?” O espírito abriu o papel que estava dobrado em nossa frente e lemos: “Rádio Evoluir”. Demos um grito de alegria, chamamos a Andréa e compartilhamos com ela o ocorrido. Ela também vibrou com as boas novas. Comunicamos o fato vivenciado a todos da nossa equipe, que foram unânimes em afirmar que esse era o nome que todos nós procurávamos. Prontamente, começamos a criar o site e tomar as demais providências cabíveis.

A Rádio Evoluir terá um site separado do que já existe da FEAK?

- Sim. Trabalhamos com dois espaços virtuais, o site da FEAK - www.feak.org -, no qual desenvolvemos a programação da Instituição e todas as promoções, campanhas e acontecimentos regulares. Optamos por um espaço próprio para a Web Rádio Evoluir devido às características próprias de uma emissora de web rádio, visto que, sendo um site específico, vai facilitar aos internautas ouvintes.

Como está sendo desenvolvido o site e o que encontraremos nele?

- Em nossa equipe de mais de 550 TVABs (Trabalhadores Voluntários Ativos no Bem) temos vários companheiros com avançados recursos em informática, profissionais da área. Destacamos o trabalho de Marcus Fartes na área de montagem e equipamentos, de Paulo Henrique de Assis na construção do site e a participação de Fábio Araújo como web designer, que desenvolveu nossa logomarca. O site possui dentre outras as seguintes seções: programação, quem somos, vídeos, seja mantenedor, parcerias, fale conosco e área restrita.

Já que vocês colocaram as seções “seja mantenedor” e “parcerias”, fale-nos como foram conseguidos os recursos para todo o projeto. E como fica a manutenção das despesas?

- A montagem do espaço e dos equipamentos foi e está sendo realizada com a colaboração de alguns companheiros que se cotizam para cobrir parte das despesas, acrescida de recursos da Instituição, para as adequações do ambiente e a criação de um espaço próprio onde será instalado o estúdio com todos os seus equipamentos. Adquirimos equipamentos de nível profissional para que os programas sejam elaborados com qualidade técnica de uma emissora profissional. Contratamos servidor localizado no exterior para arquivar todo o banco de dados e permitir que a programação continue normalmente no caso de corte de luz no bairro, seja por motivos da distribuidora de energia ou por outros acidentes de percursos. Enfim, estamos tomando todas as providências no sentido de que tudo se realize com a melhor qualidade possível. Para cobrir as despesas de manutenção e expansão da emissora criamos o Clube Amigos da Rádio Evoluir, carinhosamente denominado “CARE”. Essa sigla é muito sugestiva para nós, pois além de denominar um curso existente no mundo espiritual (Curso de Adaptação às Realidades Espirituais), sua tradução, vinda do inglês, é “cuidar”, demonstrando, assim, o cuidado que devemos ter em levar a doutrina espírita a todos aqueles que possuem sede desse conhecimento.

Explique melhor o que é e como funciona este Clube Amigos da Rádio Evoluir.

- O Clube Amigos da Rádio Evoluir foi criado para que possamos continuar levando a mensagem espírita a todos os cantos do planeta. A renda gerada pelo “CARE” é exclusivamente destinada à aquisição de equipamentos, manutenção de servidores na Internet, ampliação do número de canais e outras despesas inerentes à tarefa. Somente conseguiremos manter a Rádio Evoluir no ar se tivermos adesão significativa a esse projeto. Inicialmente teremos apenas um canal, com cerca de setenta por cento de conteúdo doutrinário e trinta por cento de conteúdo musical espírita. Criamos então este Clube, que nos possibilitará receber ajuda e participação de pessoas físicas e jurídicas de qualquer parte do Brasil. Os interessados podem acessar a seção “Mantenedor” do nosso site. Nessa seção, poderão fazer seu cadastro com a opção de participação trimestral, semestral ou anual, recebendo descontos progressivos. Com uma contribuição mensal em torno de R$20,00 (vinte reais), os interessados recebem em seu endereço, mensalmente, um Jornal de oito páginas, mais um CD, ou um DVD, ou um livro. Tudo com material integralmente espírita produzido com qualidade. Além disto, os que desejarem poderão também fazer doações esporádicas para a Rádio Evoluir.

Como você disse inicialmente, há outras metas a alcançar. Quais são elas?

- Sim, nossa meta para mantermos um canal designado de canal um é em torno de mil participantes mensais no “CARE”. Para abrirmos e colocarmos em funcionamento mais um canal – o canal dois – no qual acontecerá o inverso da programação atual da Rádio Evoluir, isto é, setenta por cento da programação com músicas e trinta por cento com conteúdo doutrinário, precisamos de dois mil participantes mensais. Para abrirmos o canal três, um dos mais interessantes, porém tecnologicamente bem mais complexo, uma vez que nesse canal o ouvinte poderá acessar e selecionar no banco de dados da emissora os programas que forem do seu interesse e ouvi-los na hora mais adequada às suas possibilidades, precisaremos de três mil participantes mensais. Tudo isto porque, conforme formos abrindo o leque de opções para o radiouvinte, maiores serão as despesas com equipamentos, armazenagem, servidores etc.

Como está sendo o treinamento e a capacitação dos membros da equipe que desempenharão a função de locutores da Rádio?

- Tarefa delicada, com certeza. Já temos um programa semanal em uma emissora de rádio há mais de vinte anos consecutivos. Participamos de programas radiofônicos pela maioria das cidades por onde viajamos. Em nossa área profissional, ministramos, para grupos de pessoas interessadas e para empresas, diversos cursos de capacitação, com destaque para o “Curso de Oratória, Dicção e Desinibição”, por onde já passaram milhares de alunos. Para reforçar nossa experiência, convidamos e contamos com a participação de Gil Horta, radialista, diretor de rádio, mestre em comunicação e professor de Faculdade de Comunicação em Juiz de Fora. Juntos estamos capacitando vários voluntários para esta tarefa. Dedicamos atenção, em primeiro momento, aos companheiros que já são expositores nas reuniões públicas e em grupos de estudos na nossa FEAK, pois já estão acostumados a falar em público com desembaraço e possuem bom nível de conhecimento doutrinário. É importante ressaltar que todas as pessoas que trabalham na FEAK e que trabalharão na Rádio Evoluir são e serão voluntários, não recebendo qualquer remuneração.

Qual a data inicial das tarefas e funcionamento da Rádio Evoluir?

- Na próxima quinta-feira, dia 29 de agosto (1), à zero hora, iniciaremos nossas atividades com uma prece e a partir daí desejamos permanecer no ar vinte e quatro horas por dia, com programação variada e vibrante. Recordamos o Espírito Emmanuel, no livro “Estude e Viva”, quando nos ensina: “-… recordemos que o Espiritismo nos solicita uma espécie permanente de caridade – a caridade da sua própria divulgação”. Por isto mesmo, nossos programas estão sendo preparados com todo o carinho, para que possam levar a mensagem da Doutrina Espírita de forma dinâmica, atual e interativa. Estamos felizes com a possibilidade de compartilharmos o conhecimento de que todos nós somos espíritos imortais, em constante processo de evolução e que, a cada reencarnação, progredimos intelectual e moralmente. É fato que esse desconhecimento tem levado muitas pessoas ao suicídio, à depressão, ao materialismo destruidor. Orientadores espirituais nos alertam de que há muitas criaturas, em todos os lugares, em condições de compreender a mensagem de consolo e esclarecimento da Doutrina Espírita, muito embora ela já tenha chegado ao conhecimento de incontáveis pessoas. Por isso e pensando nisso, desejamos ampliar nossas possibilidades, compartilhando os conhecimentos espíritas para fora do ambiente espírita, abrindo espaço para que outras pessoas possam ser beneficiadas, esclarecidas e consoladas.

Armando Falconi, qual a mensagem final que você gostaria de deixar para nossos leitores?

- Nossos sinceros agradecimentos a todos os companheiros de outras web rádios que nos orientaram com carinho, compartilhando suas experiências; à equipe da FEAK, que está atuante e se desdobrando para resultados positivos; ao apoio da AME-JF (Aliança Municipal Espírita de Juiz de Fora) e do CRE (Conselho Regional Espírita da Zona da Mata), que acolheram a ideia com muito carinho e receptividade; a você e a toda a equipe operosa de O Consolador, com quem esperamos contar na divulgação no Brasil e exterior; a todos os que já estão colaborando e aos que venham a colaborar conosco nas atividades diversas, participando do Clube Amigos da Rádio Evoluir; aos amigos espirituais que nos fortalecem e inspiram sempre. Deus nos abençoe e nos guarde a cada novo passo na jornada evolutiva. Nossos sinceros agradecimentos a tudo e a todos e votos de muita paz.

(1)  A escolha do dia 29 de agosto para início das atividades da Rádio Evoluir não se deu por acaso. É que nesse dia, em 1831, nasceu em Riacho do Sangue-CE Adolfo Bezerra de Menezes Cavalcanti, o Médico dos Pobres e, por duas vezes, presidente da Federação Espírita Brasileira. E nesse mesmo dia, em 1954, foi inaugurada a Rádio Progresso, de São Paulo, sob a direção de Caetano Mero, Presidente da União Federativa Espírita Paulista.

Fonte: Revista Eletrônica O Consolador - Ano 7 – N° 326 – 25 de Agosto de 2013